Protótipo tem capacidade para produzir 87.500 quilos de alimentos por ano; ideia é estimular alimentação saudável e conscientizar população a respeito do fast food

Paris pode ter 'ponte verde' com 3.500 m² de área verde para plantar alimentos sobre o Sena (Foto: Reprodução / Instagram @vincentcallebautarchitectures)
(Foto: Reprodução / Instagram @vincentcallebautarchitectures)

Um protótipo desenhado para Paris pretende criar uma grande “ponte verde” sobre o Rio Sena, conectando dois dos principais parques da capital francesa — o Parc de Bercy e os Jardins Abbé-Pierre – Grands-Moulins. Muito mais do que uma passagem, porém, a construção promete ser uma espécie de parque suspenso com foco em sustentabilidade: a “linha verde”, como é chamado o projeto do escritório Vincent Callebaut Architectures, utilizará energia de fontes renováveis, terá soluções para reaproveitamento de água e sobras, e otimizará o uso de seus recursos por meio da tecnologia. A ideia é que a passagem abrige restaurantes e áreas verdes com hortas para plantio dos alimentos a serem usados pelos estabelecimentos.

Paris pode ter 'ponte verde' com 3.500 m² de área verde para plantar alimentos sobre o Sena (Foto: Reprodução / Instagram @vincentcallebautarchitectures)

Com o design inspirado em um esqueleto de peixe, a “linha verde” propõe uma vista panorâmica que inclui alguns dos principais pontos de Paris, como a Biblioteca Nacional da França. O local também contaria com estufas de horticultura capazes de abrigar 3.500 m² de hortas e pomares. O objetivo é conscientizar e estimular a alimentação saudável seguindo a tendência do “slow food” (movimento de oposição ao fast food). Os alimentos orgânicos cultivados no local podem ser usados pelos restaurantes que ali se instalarem. Segundo o Vincent Callebaut Architectures, a “linha verde” teria capacidade para produzir 87.500 quilos de alimentos por ano.

Paris pode ter 'ponte verde' com 3.500 m² de área verde para plantar alimentos sobre o Sena (Foto: Reprodução / Instagram @vincentcallebautarchitectures)

Do ponto de vista ecológico, o projeto também promete ser autossuficiente em termos energéticos. A ideia é que a ponte abrigue 3 mil m² de painéis solares para produzir eletricidade e água quente. O projeto também será equipado para utilizar energia eólica. Além disso, a “linha verde” também tem como um de seus objetivos principais controlar a poluição gerada na capital francesa, melhorando a qualidade do ar. Pela proposta, a vegetação intensa da ponte seria capaz de capturar até 125 toneladas de CO2 e de outras partículas poluentes por ano.

Paris pode ter 'ponte verde' com 3.500 m² de área verde para plantar alimentos sobre o Sena (Foto: Reprodução / Instagram @vincentcallebautarchitectures)
Paris pode ter 'ponte verde' com 3.500 m² de área verde para plantar alimentos sobre o Sena (Foto: Reprodução / Instagram @vincentcallebautarchitectures)

O projeto foi proposto em 2018 como parte da competição internacional C40 – Reinventing Cities (“Reinventando cidades”, em tradução livre), promovida pelo Grupo C40 de Grandes Cidades para Liderança do Clima.  Ainda não foram divulgadas informações a respeito de datas para a construção. 

Fonte: Casa Vogue

Categorias: Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *